Décor do dia: Quarto com parede bicolor irregular.

12 de maio de 2017 |Nenhum Comentário

decor do dia (Foto: Divulgação)

Simples, minimal e, ainda assim, aconchegante. Assim é o quarto projetado pelo escritório INT2architecture, para um apartamento repleto de outras ideias econômicas e igualmente charmosas.

Com chão e armários de madeira pinus, que traz um ar rústico ao mesmo tempo que clareia o ambiente, este décor seria bem sem graça, não fosse a forma despretensiosa e desconstruída que a parede foi pintada.

decor do dia (Foto: Divulgação)

Ao se recusar a formar uma linha reta ou dividir a parede exatamente ao meio, a cabeceira verde escura formada pela pintura traz um ar despojado e leva o conceito de que menos é mais ao seu limite – afinal, neste caso, nem mesmo pintar a parede toda foi necessário.

Os detalhes metalizados, presentes nas luminárias e na arara aos tons escuros do criado mudo, ainda levam para o quarto um toque industrial, enquanto o verde e a madeira nos remetem inconscientemete aos elementos da natureza.

Categorias: Decoração, Design

Décor do dia: sala de jantar com cadeiras constrastantes.

2 de maio de 2017 |Nenhum Comentário

Décor do dia: sala de jantar com cadeiras constrastantes (Foto: reprodução)

tamanho do texto
A- | A+

Décor do dia – 06h00

Décor do dia: sala de jantar com cadeiras constrastantes

Móveis de madeira ganham frescor ao lado de outros feitos de metal

02/05/2017 | POR MICHELL LOTT | FOTO REPRODUÇÃO

Décor do dia: sala de jantar com cadeiras constrastantes (Foto: reprodução)

A imagem acima mostra como apostar em móveis de materiais e estilos diferentes pode ser uma boa ideia na hora de decorar a sala de jantar. Criada pela marca Bend para mostrar a cadeira Lucy, que surge em um brilhante tom de azul, o ambiente elenca uma mesa de madeira de linhas retas para ser o item central do ambiente. Para completar o mix de referências, um tapete kilim pontua cor e tempero étnico.

Décor do dia: sala de jantar com cadeiras constrastantes (Foto: reprodução)

 

Categorias: Decoração, Design

Décor do dia: sala de estar confortável, de concreto

24 de outubro de 2016 |Nenhum Comentário

Material da moda ganha detalhes charmosos

24/10/2016| POR REDAÇÃO; FOTO DIVULGAÇÃO

Luminárias Foster + Partners (Foto: Divulgação)

Neste apartamento criado pelo Studio Tucah Campos para uma jovem, o concreto aparente trouxe contemporaneidade ao espaço. Na escada, o corrimão de vidro faz um contraponto de leveza enquanto detalhes da decoração trazem conforto à dureza do material brutalista. Uma faixa com papel de parede geométrico traz cor para a compozição enquanto, na sala de estar, uma poltrona preta com almofadas da mesma cor surge com charme. Para finalizar, flores amarelas trazem frescor silvestre.

Décor do dia (Foto: Casa Vogue)

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design

Décor do dia: sala de jantar que é puro luxo

30 de setembro de 2016 |Nenhum Comentário

A decoração clássica desta sala agrada todos os gostos

Décor do dia: sala de jantar que é puro luxo (Foto: Divulgação)

Roberto Migotto é sinônimo de sofisticação. À frente de um dos maiores escritórios de arquitetura de São Paulo, Migotto assina projetos cheios de bom gosto. Nesta sala de jantar, a mesa com tampo que imita um mármore, em tom de cobre, acomoda dez pessoas. Tanto espaço dedicado exclusivamente à área de refeições tem motivo: apartamento é enorme, são 550 m². O lustre de cristal, de impacto, segue uma linha clássica, em consonância com o restante da decoração. Repare, inclusive, nas cores sóbrias da cortina e no revestimento de mármore brilhante com grandes paginações.

Décor do dia: sala de jantar que é puro luxo (Foto: Divulgação)

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design

Décor do dia: cozinha aberta com estética industrial

23 de setembro de 2016 |Nenhum Comentário

Esta cozinha é reformulada e ganha décor cool

Décor do dia: cozinha aberta com estética industrial – Casa Vogue | Décor do dia

Décor do dia: cozinha aberta com estética industrial (Foto: Ricardo Bassetti/Divulgação)

Após uma grande reforma, este apartamento na Vila Madalena ganhou uma cozinha integrada com uma sala bem ampla para acomodar o casal de moradores carioca recém chegados a São Paulo. O ambiente revela uma estética industrial com vigas descascadas e tubulações aparentes. Uma parede de tijolo (à direita) reforça essa atmosfera. A bancada de cimento queimado recebeu uma mesa acoplada coberta de laca amarela e cadeiras de vários tipos — a do meio, inclusive, é o modelo Esqueleto, do designer Pedro Franco, da A lot of Brasil. Ao fundo, uma parede do lavabo foi revestida com tinta lousa. As janelas amplas do apartamento antigo deixam a claridade invadir todos os cantos. Projeto da Mestisso Arquitetura.

Décor do dia: cozinha aberta com estética industrial (Foto: Ricardo Bassetti/Divulgação)

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design

Décor do dia: cozinha prática e minimalista

16 de setembro de 2016 |Nenhum Comentário

Décor do dia: cozinha prática e minimalista – Casa Vogue | Décor do dia

O ambiente integrado apostou em materiais em tons claros

Décor do dia: cozinha prática e minimalista – Casa Vogue | Décor do dia

Décor do dia: cozinha prática e minimalista (Foto: Divulgação)

Com influências japonesas e escandinavas, esta cozinha, reformada pelo escritório INT2architecture,  em um apartamento em São Petersburgo, na Rússia, chama a atenção pela estética minimalista. Prova disso é a escolha dos materiais simples e claros. O piso, as prateleiras e o guarda-louça (à esquerda) são de pínus. O teto foi deixado em concreto, inacabado, apenas com uma camada protetora de verniz.  Na área molhada, os arquitetos investiram em uma cerâmica branca, com rejunte escuro. Os móveis, em verde claro, harmonizam com a parede da lavanderia à direita. Na área de jantar, o pendente em cobre dá um toque de modernidade.

casavogue.globo.com

Categorias: Decoração, Design

Apartamento pequeno clássico e aconchegante

24 de agosto de 2016 |Nenhum Comentário

Apartamento pequeno clássico e aconchegante – limaonagua

Este pequeno apartamento de apenas 38 metros quadrados possui uma planta super bem resolvida e fluida. Sua atmosfera é bastante agradável, resultado da combinação de planejamento, cores claras, muita iluminação, piso de madeira e colorido nos detalhes, como a parede azul. Esse é o combo perfeito para os ambientes pequenos. As cores claras e a iluminação tiram a sensação de sufoco e deixam o ambiente leve, deixando o espaço visivelmente maior; a madeira, assim como outros elementos naturais, traz o aconchego; o colorido quebra um pouco a frieza das cores claras, deixando o ambiente mais alegre e com cara lar.

Apartamento pequeno clássico e aconchegante – limaonagua

1-sala-moderna-azul-apartamento-pequeno

   

2-sala-moderna-jantar-apartamento-pequeno

   

3-varanda-fechada-com-vidro

   

4-varanda-fechada-com-vidro

   

5-sala-moderna-azul-apartamento-pequeno

   

6-sala-moderna-azul-apartamento-pequeno-sofa-branco

   

7-sala-moderna-com-varanda-fechada-com-vidro

   

8-sala-e-cozinha-integradas-branco-e-azul

   

9-cozinha-americana-branca

   

10-detalhe-cozinha

   

11-detalhe-cozinha

   

12-detalhe-cozinha-maquina-de-lavar-embutida

   

13-sala-de-jantar-com-banco-cozinha-americana

   

14-sala-de-jantar-cozinha-americana

   

16-cantinho-do-quarto

   

17-quarto-com-cabeceira-incrivel

   

18-quarto-com-cabeceira-incrivel

   

19-cantinho-do-quarto

   

20-banheiro-preto-e-branco

   

21-banheiro-preto-e-branco

   

22-entrada-apartamento-pequeno

   

23-planta-apartamento-38-m-2

www.limaonagua.com.br

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design

Décor do dia: sala de jantar clara e eclética

21 de julho de 2016 |Nenhum Comentário

Décor do dia (Foto: reprodução)

Esta sala de jantar sueca, publicada pela Bo Bedre, é um ótimo exemplo de como usar a simplicidade escandinava ao seu favor. Em um contraponto à sala de estar em primeiro plano, que traz paredes azuis e um sofá de veludo, este ambiente aposta na simplicidade, que acaba por destacar o melhor de cada peça de mobiliário. Sobre pano de fundo branco e piso de parquet, um conjunto eclético de móveis com formas e materiais variados – palhinha vienense, metal e madeira de lei, só para citar alguns – se une em perfeita harmonia. Na parede, quadros bem diferentes uns dos outros trazem atmosfera vintage. Para completar a decoração com um recurso supercool, vidros de laboratório se tornam vasos para folhagens verdes. Inspirador!

Décor do dia (Foto: Casa Vogue)

Categorias: Decoração, Design

Decoração sustentável segue princípios de economia e criatividade

12 de julho de 2016 |Nenhum Comentário

Economia está na ordem do dia em todos os aspectos da vida. Nada mais natural do que investir na decoração sustentável, ecológica e reutilizável

Neste projeto, destaque para o painel de TV com vigas de obra e quatro colchões de solteiro dispostos em cima de um tablado de MDF pintado de preto, fazendo às vezes de sofá - Gustavo Xavier/Divulgação

Neste projeto, destaque para o painel de TV com vigas de obra e quatro colchões de solteiro dispostos em cima de um tablado de MDF pintado de preto, fazendo às vezes de sofá Sem discurso. Foco na realidade. Procurar adotar e praticar uma vida sustentável e ecológica faz bem a você e a todo mundo. O que não significa abrir mão do que gosta, mas simplesmente encontrar substitutos e outras referências. No mundo do design e da arquitetura, o que não falta é criatividade. Em tempos de crise, não há melhor atitude do que decorar a casa com ideias que seguem esses princípios. O arquiteto Júnior Piacesi acredita que, no Brasil, a indústria começa a ter esse olhar diferente em que a sustentabilidade esteja presente tanto no processo industrial quanto no material de confecção do produto. “É preciso pensar no sustentável além de revestimentos e garrafas PET.”

Júnior Piacesi destaca três medidas fundamentais para a implantação desse processo em sua área. “É importante se preocupar com o processo construtivo para lá na frente não ser preciso comprar um adorno de PET. É possível ter um custo acessível de captação de energia com as placas fotovoltaicas. No último Salão de Milão, foram apresentados projetos com seu uso não só no teto, mas nas paredes laterais e até em móveis para captar a luz do sol. Portanto, a iluminação merece cuidado e atenção. Em seguida, vale pensar na ventilação, que seja correta, cruzada, para o vento entrar e sair. Medida que, entre outros benefícios, ajuda a economizar com o ar-condicionado (diminuir o uso). Outra atitude é a captação da água de chuva. A partir da iluminação e da ventilação, a indústria vai absorvendo esse comportamento com bons desdobramentos até chegar, por exemplo, ao mobiliário com madeira sustentável”, explica.

Luminária pendente de restos de fios vermelhos alia bom gosto e criatividade - Gustavo Xavier/Divulgação
Luminária pendente de restos de fios vermelhos alia bom gosto e criatividade

O arquiteto lembra que a sustentabilidade tem de ser macro e não só na decoração. Ele, que esteve em Milão, conta que foi lançado, ainda que cause certa estranheza, uma cerâmica feita de resíduo de fezes, que levada à alta temperatura apresentou resistência e uma cor interessante. E pode ser usada tanto em ambiente interno quanto externo.

Entre os vários projetos que executa com preocupação sustentável, Júnior Piacesi conta que fica atento à possibilidade de reutilizar refugo de obra. “Em um deles, usei resto de uma estrutura de alvenaria para fazer o painel de TV (é um vergalhão de construção) e dentro dele coloquei uma cortina de tela de proteção (aquela verde, que contorna a obra, mas usei a branca). No mesmo projeto, fizemos várias almofadas com lona de caminhão e uma luminária com resto de fio, uma peça criada pelo arquiteto Thales Pimenta, da equipe do nosso escritório. E ainda outras duas luminárias de teto com metalon reaproveitado com lâmpadas LED.”

Para Júnior Piacesi, é possível criar um comportamento ecológico e sustentável sem grandes custos. “O mais importante é aliar bom gosto e criatividade aplicada na realidade sustentável e financeira”, afirma.

Objetos repaginados conferem personalidade, elegância e cara nova aos ambientes. Cadeira Luiz XV e cristaleira ganharam vida após a intervenção - Gustavo Xavier/Divulgação
Objetos repaginados conferem personalidade, elegância e cara nova aos ambientes. Cadeira Luiz XV e cristaleira ganharam vida após a intervenção

CUSTOMIZAÇÃO Cátia Maiello é pós-graduada em design de móveis e graduada em design de interiores, amante dos móveis, das artes, do design, do artesanato e principalmente das cores. Cláudia Aragão é arquiteta e urbanista, pós-graduada em design de móveis e artista plástica. Juntas, elas fundaram o escritório Casatelier, que, entre tantas atividades, reformam e customizam móveis. “Eu me despertei para a customização ao olhar para o consumo frenético das pessoas e a necessidade de trocar a toda hora. Por que não repaginar o que já te acompanha? É preciso cuidado para não agir de forma gratuita, trocar só por trocar. É possível reciclar e deixar uma peça antiga renovada e bonita”, garante Cátia.

O transformar sempre está presente no conceito e nos projetos dessas profissionais, o que atrai uma clientela, na maioria, jovem, descolada, que assume esse consumo responsável como estilo de vida. A procura também aumentou porque, relacionada a uma galera cool, a busca por objetos customizados está em alta e na moda. No entanto, Cátia Maiello garante que a visão sustentável tem a ver com o desejo de uma decoração com foco na identidade do morador, naquele que olha para sua história. Para quem ainda resiste, a postura é quebrada ao receber o mobiliário restaurado. “Muitos clientes ficam impressionados com o a peça customizada e acabam dizendo: ‘Nossa, é a minha cara’.”

Cátia Maiello conta que a sustentabilidade veio junto com reciclagem e, por isso, criou-se um estigma, ao pensar em decoração, de que tudo “era de palet e PET e viria do lixo. Foi uma overdose e muitos ainda têm receio. Não tem mais nada a ver”. A designer de interiores explica que na Casatelier “fazemos intervenções nas peças. Podemos trocar puxadores, revestir de tecidos diferentes, restaurar com uma nova pintura, enfim, repaginar um móvel. As possibilidades são inúmeras e o cliente terá uma peça única, exclusiva, que sobressairá em qualquer ambiente. Sem falar que dará outra vida para a casa porque ela tem alma e história”.

Categorias: Decoração, Design

Home office pode ficar na cozinha e corredor; veja opções

6 de junho de 2016 |Nenhum Comentário

O ambiente deve atender às necessidades do morador, com o cuidado de que não pareça algo improvisado

Precisa de um espaço para trabalhar em casa, mas não tem um cômodo vago para o escritório? Pois saiba que é possível criar um home office em locais não utilizados de outros ambientes, desde que atenda às suas necessidades de maneira confortável e prática.

Foto: J. Vilhora / Divulgação

Normalmente, divide espaço com quarto ou sala , mas há opções até em cantos da cozinha e no corredor. “O ambiente escolhido varia de acordo com o perfil do morador. Em um banheiro , por exemplo, considero pouco habitual, até porque existe a umidade que não combina com equipamentos e papéis. Mas já desenvolvi uma bancada de trabalho dentro de um banheiro a pedido do morador. Não era o local principal de trabalho, mas ele gostava muito de responder os seus e-mails lá. Cozinhas também não são muito usuais, mas é possível que haja um ambiente integrando sala, cozinha e home office”, disse a arquiteta Cristiane Schiavoni.

A preocupação é a de que não pareça algo improvisado. Para isso, as cadeiras e mesas podem e devem ser bonitas, mas o fundamental é que permitam que seus pés fiquem apoiados no chão e o antebraço na mesa, mantendo a coluna reta ao formar um ângulo de 90° com o quadril. Aposte em iluminação direta para não forçar a visão.

Para que o cômodo fique mais leve e organizado, use gavetas, prateleiras e nichos. “Armários fechados com nichos abertos, que possam receber objetos decorativos, são ótimas opções. Armários que escondam impressoras, roteadores deixam o ambiente limpo. Mesas com compartimentos que escondam canetas e lápis organizam o espaço”, listou a arquiteta Cristiane. “Na mesa, deixe apenas adornos e o essencial, como computador/notebook”, completou a arquiteta Andréia Carla Médice.

Na hora de decorar o home office em um cômodo integrado, é importante haver harmonia com o restante. “Se for dentro do quarto, geralmente o mobiliário segue um padrão de cor e material”, comentou Andréia. Cristiane lembrou que é possível escolher um móvel diferenciado, sem ter as mesmas cores e padrões, para dar destaque. Use o bom senso para avaliar o resultado final.

Confira sugestões de locais onde é possível instalar o escritório em casa:

Integrado à sala, mas com possibilidade de ser fechado

Foto: Adriana Barbosa / Divulgação

 

Foto: Adriana Barbosa/Divulgação

Para deixar a sala mais linear e arrumada, é possível fechar o home office integrado com um painel de marcenaria, no projeto da arquiteta Silvana Lara Nogueira. A leveza do branco da porta contrasta com o tom mais escuro dos móveis de nogueira. Informações: (11) 5093-4594.

Na sala, em frente à TV

Foto: Carlos Piratininga / Divulgação

Foto: Carlos Piratininga/Divulgação

A televisão pode tirar a atenção de muitas pessoas, mas há quem precise dela no home office. Levando em conta o perfil do morador, que gosta de conferir a programação da TV enquanto trabalha, a arquiteta Cristiane Schiavoni projetou a mesa do home office atrás do sofá, exatamente de frente para o aparelho. Informações: (11) 3649-4900.

Na sala, ao lado da TV

Foto: Marco Antonio / Divulgação

Foto: Marco Antonio/Divulgação

O cantinho que sobrou ao lado da parede da TV da sala também pode se transformar em um home office. A bancada que faz as vezes de rack também é o apoio do laptop, na proposta de Luciana Penna, do escritório Messa Penna Arquitetura e Interiores. O painel de madeira de demolição caiu bem com as tonalidades predominantes do projeto (cinza, branca e preta), enquanto o toque colorido ficou por conta dos objetos, como a luminária vermelha. Informações: (11) 3062-7999.

No quarto, em frente à cama

Foto: Divulgação

O professor universitário precisava de um espaço para guardar seus livros e corrigir os trabalhos e provas dos alunos. A opção foi criar um home office em frente à cama, com uma bancada fechada e, em cima, uma minibiblioteca com livros e objetos trazidos de viagens. Que tal? A proposta é do arquiteto Rodrigo Kolton. Informações: (11) 3159- 1030.

No quarto, ao lado da cama

Foto: Marcos Antonio / Divulgação

Foto: Marcos Antonio/Divulgação

O arquiteto Marcelo Rosset dispôs uma mesa com gavetas embutidas, em laca branca, na parede ao lado da cama. O home office segue a decoração predominantemente neutra do restante do cômodo.

No quarto, atrás da cama

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O ponto alto deste quarto, projetado pelo escritório de arquitetura e design Prado Zogbi Tobar, é a bancada de trabalho instalada atrás da cama, que aproveita melhor o espaço. O home office fica reservado, no fundo do ambiente, junto à janela. Informações: (11) 3815-3843.

No quarto de visitas

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Até o quarto de hóspedes pode ter um home office. O único inconveniente, é claro, será no dia que alguém for dormir no local. O ambiente, idealizado pela arquiteta Ana Yoshida, conta com uma bancada branca em um canto. O painel de folha de madeira é um fundo falso para esconder a fiação, caso a moradora queira um dia colocar uma TV ali. As prateleiras e as gavetas ajudam na organização. Informações: (11) 3477-7326.

Na cozinha

Foto: Lucas Possiede / Divulgação

Cozinha também não é um ambiente muito usual para abrigar um home office, devido a detalhes como gordura e cheiro de comida, mas é possível aproveitar uma cantinho dela. A proposta do arquiteto Luis Pedro Scalise agradou a moradora, que considera o cômodo o “coração” da casa. A mesa branca fica ao lado das prateleiras da mesma cor. Informações: (67) 3028-4977.

No corredor

Foto: Marcos Antonio / Divulgação

Foto: Marcos Antonio/Divulgação

Quando se precisa de uma bancada comprida para trabalho, que comporte duas pessoas, até o corredor pode se transformar em um escritório. No projeto do arquiteto Marcelo Rosset, o espaço de circulação que leva aos dormitórios recebeu uma estante, que conta com uma mesa para computador. Entre a mesa e os nichos, há um fundo laqueado na cor vinho, que dá destaque ao ambiente. Informações: (11) 3258-5905.

Com vista para varanda

Foto: J. Vilhora / Divulgação

Foto: J. Vilhora/Divulgação

O escritório da foto tem um cômodo só para ele, mas o diferencial é a visão do painel verde da varanda. Essa integração deu charme ao ambiente, predominantemente branco. A proposta é da arquiteta Andréia Carla Médice. Informações: (11) 4083-8929.

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design