Casa Cor SP completa 28 Edições

17 de junho de 2014 |Nenhum Comentário

Quem visita a 28° Edição da Casa Cor SP, vai encontrar, além dos 79 ambientes assinados por renomados profissionais, diversas opções gastronômicas e de compras, que tornam ainda mais agradável a visita na mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo das Américas.

Neste ano, o evento traz ainda um ambiente em homenagem aos 20 anos do legado de Ayrton Senna, onde estão expostas peças históricas do piloto como capacetes, troféus e macacão. Como tradição, a cada ingresso inteiro comprado o valor de R$ 1,00 será destinado ao Instituto Ayrton Senna.

Outra dica interessante é aproveitar o Special Sale que será realizado nos últimos quatro dias da mostra, período em que objetos, obras de arte, móveis e acessórios expostos nos ambientes podem ser comprados com até 70% de desconto.

Confira abaixo alguns ambientes da mostra:

Casa Cor SP - Loft do Executivo por Roberto Negrete

Loft do Executivo por Roberto Negrete

Casa Cor SP - Home Theater por Francisca Reis

Home Theater por Francisca Reis

Casa Cor SP - Casa³ por Denise Barreto

Casa³ por Denise Barreto

Casa Cor SP - Living do apartamento do casal por Toninho Noronha

Living do apartamento do casal por Toninho Noronha

Casa Cor SP - Lounge Ayrton Senna Sempre por Leo di Caprio

Lounge Ayrton Senna Sempre por Leo di Caprio

Casa Cor SP - Living & Spa por Francisco Calio

Living & Spa por Francisco Calio

Casa Cor SP - Lounge Galeria por Leo Shethman

Lounge Galeria por Leo Shethman

 

PERÍODO 

27 de Maio a 20 de Julho de 2014

LOCAL

Jockey Club de São Paulo – Av. Lineu de Paula Machado, 1.173 – Cid. Jardim – SP

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Terça a Sábado das 12h às 21h30
Domingos e Feriados das 12h às 20h
Confira os horários em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo 2014 no site do evento www.casacor.com.br/saopaulo/

Fonte: www.casacor.com.br/saopaulo/

Categorias: Arquitetura, Decoração, Design, Eventos

Expo Revestir 2014 homenageia Athos Bulcão

15 de maio de 2014 |Nenhum Comentário

Consolidada como o principal evento de soluções em acabamentos para a construção civil da América Latina, a 12° Expo Revestir, realizada de 11 a 14 de março, foi encerrada com recorde de visitação. Foram mais de 250 expositores que receberam nos 4 dias do evento cerca de 51 mil pessoas. Segundo a organização, a próxima edição já está confirmada para o período de 3 a 6 de março de 2015.

Iremos apresentar as tendências, novos materiais e soluções, além de outras novidades numa série de matérias. Começaremos com o homenageado na cerimônia de lançamento do evento, o artista Athos Bulcão (1918-2008).

Já reconhecido por sua obra, em 1957, Oscar Niemeyer chama Athos Bulcão para juntar-se à equipe encarregada em projetar a nova capital do país. O artista desenvolve então uma série de murais, sobretudo pautados pela abstração geométrica e tendo como suporte o azulejo. Com eles, Athos incrementou dezenas de edifícios em Brasília, conferindo um colorido especial às novas construções de concreto.

Para além da beleza, Athos Bulcão foi um pioneiro. Ele estabeleceu algumas regras para os assentadores – queria evitar repetições esquemáticas e fáceis – e lhes deu liberdade para proceder. A princípio tímidos, os responsáveis pela tarefa passaram a usufruir da autonomia até então inédita. Entendida por Athos como parte natural do processo, a iniciativa ao mesmo tempo pioneira e generosa integrou o modus operandi dos painéis que vieram a seguir e se inscreveu na história do muralismo.

Para conhecer mais acesse o site da fundação que leva seu nome www.fundathos.org.br/

Athos Bulcão

Athos Bulcão

Athos Bulcão

Fonte: www.exporevestir.com.br/2014/ Revista Arquitetura & Construção – Anuário de Revestimentos, Louças e Metais 2014

Categorias: Arquitetura, Design, Novidades, Sem categoria

Círculos de metal recortam o Dream Downtown Hotel em NY

26 de agosto de 2013 |Nenhum Comentário

Reduto de galerias, Chelsea desponta na vanguarda da hotelaria de Nova York graças ao Dream Downtown Hotel. Com 12 andares forrados com lâminas de aço inoxidável, o edifício tem fachada afastada e perfurada por uma imensidão de bolinhas.

Os furos, que variam entre o enorme e o minúsculo, criam um efeito lúdico no jogo de luz e sombra, além de garantir entrada de luz e ventilação natural. E, dependendo da claridade, a malha metálica parece se desintegrar, fazendo com que as janelas “flutuem” como bolhas no céu.
O projeto do Handel Architects também levou os círculos para os 17 mil m² de área útil do hotel, dando uma sensação de movimento constante. Eles aparecem logo na entrada, na porta sólida de madeira, nos vidros da aba que cobre e protege o entra e sai dos hóspedes e no hall principal, com sofás e pufes redondos de couro em matelassê.

Até mesmo a iluminação aparece dentro da proposta circular: luminárias são enfileiradas rentes ao teto dos corredores, enquanto uma constelação de pendentes ilumina dois restaurantes. As lâmpadas e janelas ovais trazem claridade aos 316 quartos, assim como aos banheiros das suítes, que têm as cortinas dos boxes e as paredes revestidas com o mesmo padrão.

Dream Downtown Hotel

Dream Downtown Hotel

Dream Downtown Hotel

Dream Downtown Hotel

Dream Downtown Hotel

Dream Downtown Hotel

Fonte: revista.casavogue.globo.com

Categorias: Arquitetura

Edifícios Bosco Verticale – O 1° Bosque Vertical do Mundo

25 de julho de 2013 |Nenhum Comentário

Com conclusão prevista para o fim do ano os Edifícios Bosco Verticale serão a primeira floresta vertical do mundo. O projeto consiste na busca pela integração da paisagem com a fachada arquitetônica. As duas torres se encontram atualmente em construção em Milão, lidando com o conceito de recuperar a paisagem perdida pela cidade e melhorar a habitabilidade dos edifícios atuais.

Ambas as torres, de 80 e 112 metros de altura terão uma capacidade de 480 árvores médias e grandes, 250 pequenas, 16.000 plantas e arbustos; o equivalente a um hectare de bosque. As plantas crescem na fachada, assim como o fazem em um ambiente natural. Elas atuam de maneira similar como ocorreria em uma ‘fachada inteligente’, filtram a poeira do ar, absorvem o dióxido de carbono e liberam oxigênio ao exterior, enquanto dão sombra e um microclima que refresca os meses de verão.

Esta ‘recolonização’ urbana com espécies biológicas, além de gerar maior biodiversidade, cria um ambiente seguro para animais que encontram nestas espécies refugio e alimento. Isto leva vida à cidade, vida tipicamente exclusiva de parques e jardins. Além disso, Bosco Verticales contribuiria à mitigação de gases tóxicos, purificando o ar atmosférico.

A forma dos edifícios foi escolhida para ajudar a prevenir a expansão urbana, proporcionando aos residentes uma paisagem privada dentro de seus apartamentos e oferecendo as mesmas vantagens de viver em uma cidade. A proposta é o equivalente de 50.000 metros quadrados de bosque e casas de família em um entorno de expansão.

Arquitetos: Boeri Studio – Stefano Boeri, Gianandrea Barreca, Giovanni La Varra

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Edifícios Bosco Verticale

Fonte: http://www.archdaily.com.br/

Categorias: Arquitetura